Heróis

9. Heróis

Nas décadas de 1930 e 1940, o Brasil volta-se para si mesmo, buscando uma identidade cultural e social própria. Poetas, pintores, músicos, pensadores e, por que não, nossos jogadores, contribuíram para a construção dessa identidade: um Brasil mestiço, criativo, alegre, que, embora desigual, apresentava potencial para se tornar uma grande nação.

O compositor e maestro Heitor Villa-Lobos; o poeta Carlos Drummond de Andrade; Gilberto Freyre e Sérgio Buarque de Holanda, grandes pensadores das nossas origens; o escritor Mário de Andrade; o compositor e radialista Ary Barroso; o educador Anísio Teixeira; a musa Carmen Miranda; o pintor Cândido Portinari; e, claro, Leônidas da Silva e Domingos da Guia, entre muitos outros, são alguns dos heróis que representam a nossa identidade. E o futebol aparece como um dos principais fenômenos culturais do Brasil.

9. Heróis

ABERTO

  • De terça a domingo das 9h às 18h (entrada até 17h)
  • Sujeito a alterações em dias de jogos no Estádio do Pacaembu.
  • Confira sempre a programação aqui.

FECHADO

  • Todas as segundas-feiras
  • 1º de janeiro
  • Quarta-feira de cinzas
  • 24, 25 e 31 de dezembro

ESTACIONAMENTO

  • Estacione na Praça Charles Miller com Zona Azul
  • Compre em postos de venda autorizados ou use aplicativos para celular.
  • Um Cartão Azul Digital (CAD) custa R$ 5 e vale por 3 horas na Praça Charles Miller.

MUSEU DO FUTEBOL

  • Praça Charles Miller, s/n – São Paulo/ SP – Brasil
  • Estádio Paulo Machado de Carvalho – Pacaembu
  • São Paulo, SP Brasil – (55) 11 3664-3848
  • contato@museudofutebol.org.br
  • OUVIDORIA
Copyright 2016 - Museu do Futebol - Todos os direitos reservados
Desenvolvido por: MW Way